Por ser tão parecida com as tradicionais, apresentando um bulbo translúcido de aspecto leitoso, muitas pessoas ainda não sabem da existência das lâmpadas tubulares em LED. Mas a verdade é que elas não só existem, mas estão em constante evolução. As primeiras opções que chegaram ao mercado tinham apenas 50% da circunferência com produção de luz. Hoje, essa realidade mudou e é fácil encontrar opção com o bulbo interiço de LED que promovem uma capacidade de iluminação equivalente às convencionais e contam com maior eficiência energética.

Já na instalação a diferença entre as duas tecnologias é nítida. Por não contar com elementos químicos, que necessitam de uma corrente controlada, as lâmpadas tubulares em LED não necessitam de um reator e são instaladas diretamente na corrente elétrica. Na maioria dos casos, a substituição da opção tradicional pelo LED não requer nem a troca da luminária. A ausência de elementos químicos é um importante aspecto de segurança. Em caso de quebra, o diodo emissor de luz do LED é apenas um componente elétrico. Já opções mais antigas promovem uma liberação de elementos tóxicos como chumbo ou mercúrio que, mesmo em pouca quantidade podem colocar a saúde em risco. Se comparada com as lâmpadas fluorescentes tubulares convencionais, as tubulares em LED atingem a mesma qualidade de iluminação com um consumo de 55% menor do que as convencionais, além de uma durabilidade de 25 mil horas.

Lâmpada Tubular LED em Santos | São Vicente | Guarujá | Bertioga | Cubatão | Praia Grande | Primor Iluminação

Lâmpada Tubular LED em Santos | São Vicente | Guarujá | Bertioga | Cubatão | Praia Grande | Primor Iluminação

2018-04-26T09:53:53+00:00
WhatsApp WhatsApp